O Inventário

No ano em que a Diocese de Limeira completou seus 40 anos de existência, foi iniciada uma série de atividades buscando salvaguardar a memória e a história evangelizadora desta igreja particular, formada por 16 cidades do interior paulista. Tendo em vista a importância do catolicismo como gerador de práticas culturais, tomou-se como necessário registrar, estudar, conservar e divulgar este amplo conjunto de bens, formado por arquiteturas, monumentos, objetos e obras de arte, além daqueles de caráter imaterial.

Para tanto, como primeira iniciativa destas atividades, foi proposta a realização de um amplo inventário do patrimônio cultural eclesiástico diocesano, um instrumento de segurança e registro destes conjuntos que estão dispersos em capelas, igrejas, santuários e basílicas, entregues ao culto ou não. Além disso, será a partir do inventário que será possível traçar políticas de gestão e cuidados efetivos deste amplo e rico acervo de bens culturais. É neste intento que este site se insere, como uma ferramenta de registro e promoção de importantes conjuntos, frutos das manifestações religiosas que circulam entre a arte, a devoção e a cultura.

Tal iniciativa ampara-se, também, pelas normativas do Código de Direito Canônico, cânon 1283, que apresenta a importância de se preservar estes bens por meio de inventários exatos e particularizados; bem como as da Pontifícia Comissão para os Bens Culturais da Igreja, a qual explicita a responsabilidade da Igreja em relação ao patrimônio cultural eclesiástico como parte integrante do seu ministério. Atualmente, o inventário é gerido pelo Museu Eclesiástico da Diocese de Limeira - MEc.

Esta proposta integra o projeto de doutorado desenvolvido pelo historiador João Paulo Berto, intitulado "História, Preservação e Gestão: os bens culturais eclesiásticos na Diocese de Limeira-SP", orientado pelo Prof. Dr. Marcos Tognon, junto ao Programa de Pós-Graduação de História, linha de História da Arte, do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH-Unicamp).